22 de agosto de 2011

Dicas de New York – Lower Manhattan

A partir de hoje passarei a enumerar algumas atrações de New York. Logicamente existem várias outras além das que mencionarei a seguir, pois trata-se de uma cidade cheia de atividades para todos os gostos, idades e bolsos que se renova constantemente.
Vamos tentar separar por áreas ou bairros para facilitar.


LOWER MANHATTAN

É a área da ponta da ilha, por assim dizer, e o local de fundação da cidade, quando o holandês Peter Minuit comprou a ilha de Man-a-hatt-ta dos índios algonquianos pela quantia equivalente à de U$ 24. Nela são encontrados desde pontos históricos que datam da época da fundação da cidade até os mais modernos prédios da cidade.

1- Wall Street: é sem dúvida o centro financeiro dos EUA, e porque não do mundo, já que qualquer abalo no valor das ações ali reflete como uma tsunami no planeta. Wall Street é uma rua da região de Lower Manhattan, sendo a mais emblemática a esquina entre ela e a Broad Street. Vale uma boa foto embaixo da placa típica da rua, que tinha este nome por conta do muro que protegia Manhattan dos índios algonquianos. Vários dos pontos turísticos abaixo estão situados nela ou nas redondezas.

2- Charging Bull ou Wall Street Bull: famosa escultura em bronze de um touro feito pelo artista italiano naturalizado americano Arturo Di Modicat, com mais de 3 toneladas no Bowling Green Park próximo à Wall Street em New York. O Bowling Green Bull, como também é conhecido, tornou-se um símbolo da vigorosidade e robustez da economia americana ante as instabilidades do mercado internacional. O touro reprodutor, viril e musculoso, inspira confiança em um mercado livre, agressivo, otimista e próspero.
O Touro de Bronze remete inevitavelmente ao Bezerro de Ouro, esculpido pelos israelitas recém saídos do Egito, no deserto do Sinai diante da outorga da lei divina, a Torá. Diz a lenda que dá sorte tocar nas partes íntimas do touro de bronze localizado nas proximidades de Wall Street, fica a cargo de cada um...

3- Federal Reserve: este prédio de 1924 é a sede do chamado Branco Central, porém tem como atribuição também a emissão de cédulas de dólar. As emitidas aqui são identificadas com um B. No 5º andar do subsolo está um dos maiores depósitos de barras de ouro, cujos linguotes pertencem a vários países – já foi tema de um roubo no filme Duro de Matar.
Endereço: 33, Liberty St.
Horário: segunda à sexta das 8:30 às 17hs.
$$$: grátis, mas precisa reservar antes
Site oficial: www.newyorkfed.org

4- New York Stock Exchange (Bolsa de Valores): o comércio de ações em WallStreet data de antes de 1790, sendo porém absolutamente desorganizado, até que em 1792 um grupo de corretores que trabalhava sob uma arvore n.º 68 resolveu fazer um acordo segundo o qual eles somente negociariam entre si – estava criada a Bolsa de Valores mais conhecida do mundo. O prédio atual foi aberto em 1903. Nos dias de maior movimento 2 milhões de pessoas negociam 2 bilhões de ações através do sistema de informática controlado pelo computador SuperDOT, cujas informações correm pelo sistema de telas ao redor do pregão. Foi o epicentro do Crash deflagrado em 29/10/1929, mas continua sendo notícia a cada novo susto das bolsas mundiais.
Endereço: 20, Broad St.
Horário: aberta apenas para fins educacionais
Site oficialwww.nyse.com

5- Cunard Building: este prédio datado de 1921 é atualmente é o US Post Office. No belo saguão edifício – atenção ao teto - que originalmente pertenceu à empresa de transportes marítimos, eram vendidas as passagens para cruzeiros como o Queen Mary e o Queen Elizabeth original.
Endereço: 25, Broadway
Horário: segunda à sexta das 8 às 18.
$$$: grátis

6- Federal Hall: este prédio erguido entre 1834 e 1842 para abrigar a alfândega, está situado no mesmo local da posse do primeiro presidente americano – George Washington – em 1789, é um dos mais belos prédios clássicos da cidade.
Endereço: 26, Wall St.
Horário: “Federal Hall National Memorial is open Monday through Friday from 9:00 a.m. to 5:00 p.m. Special Extended Hours: From August 1 through August 31, Federal Hall will be open seven days a week from 9 a.m. to 5 p.m. We are closed for all Federal holidays.
$$$: grátis
Site oficial: www.nps.gov/feha

7- Trinity Church: esta igreja anglicana projetada em 1846, é a terceira edificada no mesmo local, sendo uma das paróquias mais antigas dos EUA. O desenho das portas, lembra o do Domo de Florença que retrata o Paraíso. No cemitério anexo estão os túmulos de personalidades importantes da cidade no passado.
Endereço: Broadway/Wall St.
Horário: diariamente das 7 às 18hs.
$$$: grátis

8- World Financial Center: é um complexo de prédios comerciais e lojas reconstruído após 11/9, justamente com o intuito de revitalizar a região. São quatro torres comerciais e no meio o Winter Garden com sua cúpula de vidro, onde estão 45 lojas e restaurantes à beira do Rio Hudson. Suas palmeiras de 15m foram trazidas diretamente do deserto Mojave.
Endereço: West St.

9- Les Halles: para quem assiste o No Reservation no Discovery Travel and Living, visitar este restaurante pode ser algo interessante, pois pertence ao chef e apresentador Anthony Bourdain. Existe um na 411 Park Ave South e este na 15 John Street. Tem desde café da manhã até jantar. O menu está disponível no próprio site.
Endereço: 15 John Street
Horário: diariamente das 7:30 às 24hs.
Site oficialwww.leshalles.net


10- World Trade Center / Marco Zero: infelizmente não dá para falar em New York sem lembrar do World Trade Center e do fatídico 11 de Setembro. Atualmente se encontra em reconstrução no mesmo terreno, com seis novos arranha-céus e um memorial.
O Complexo original foi projetado por Minoru Yamasaki na década de 1960 usando o design estrutural de seções tubulares para as torres gêmeas de 101 andares. E para ganhar a aprovação do projeto, o Port Authority of New York and New Jersey concordou em assumir o controle da Hudson & Manhattan Railroad tornando-se a Port Authority Trans-Hudson (PATH). A pedra fundamental do edifício foi lançada no dia 5 de Agosto de 1966. A Torre Norte foi concluída em Dezembro de 1970 e a Torre Sul foi finalizada em Julho de 1971. A Construção do World Trade Center necessitou da escavação de inúmeros metros cúbicos de terra, usados posteriormente na criação do parque Battery Park City, a oeste de Lower Manhattan.
O complexo (as vezes abreviado como WTC e informalmente chamado de trade center ou Torres Gêmeas) ficava localizado no coração do centro financeiro de Nova Iorque e tinha 1,24 milhão de m² de espaço de escritório. Estima-se que 3% de todos os escritórios de Manhattan ficavam nas torres. O restaurante Windows on the World se encontrava nos andares 106 e 107 da Torre Norte enquanto o deck de observação Top of the World localizava-se no andar 107 da Torre Sul. Os outros edifícios do complexo eram o Marriott World Trade Center; 6 World Trade Center, edifício sede de órgãos do governo; e o 7 World Trade Center, que foi construído em 1980. O World Trade Center pegou fogo parcialmente em 13 de Fevereiro de 1975 e sofreu um ataque a bomba em 26 de Fevereiro de 1993. Em 1998, o Port of Authority decidiu privatizar o complexo, transferindo a administração de todos os edífícios para uma empresa privada, a Silverstein Properties em Julho de 2001.
World Trade Center foi a estrutura mais alta do mundo de 1972 a 1973. Dados: Altura Antena/Topo 526.3 m Telhado 417.0 m Último andar 413.0 m Andares 110 Área 800,000 m² (1 & 2) Elevadores 198 (1 & 2). Seus elevadores levavam 58 segundos para chegar ao 107 andar.
Em um dia típico 50,000 pessoas trabalhavam nas torres, com outras 200,000 passando como visitantes. O complexo foi tão grande que ele tinha o seu próprio código postal, 10048. As torres ofereciam uma vista espetacular do deck de observação (localizado no topo da Torre Sul) e o restaurante Windows on the World (localizado no topo da Torre Norte). As torres gêmeas ficaram conhecidas em todo o mundo, aparecendo em filmes, programas de TV, postais, merchandise, revistas e muito mais, e se tornou um ícone de Nova Iorque, como o Edifício Empire State, ou a Estátua da Liberdade.
Em 7 de Agosto de 1974, às sete da manhã, Philippe Petit, um jovem equilibrista francês, então com 24 anos, atravessou sobre um cabo de aço esticado, de uma torre para outra. Cruzou os 43 metros que separavam os dois edifícios (então ainda inacabados) por oito vezes. Ao todo foi uma aventura de 45 minutos a 400 metros do solo. Sem cabo de segurança. Apenas transportando uma pesada vara de contrapeso com oito metros de comprimento. e em 1977, George Willig escalou a torre sul.
Na manhã de 11 de Setembro de 2001, terroristas ligados ao grupo al-Qaeda jogaram dois Boeing 767 dentro do complexo, num ataque suicida coordenado. 57 minutos após o impacto, a Torre Sul entrou em colapso e ruiu, seguida 29 minutos depois pela Torre Norte, resultando em 2,750 mortes no World Trade Center. O 7 World Trade Center ruiu perto das 17:00 do mesmo dia e os outros edifícios do complexo foram demolidos por estarem muito danificados. O processo de limpeza e recuperação do terreno do World Trade Center durou oito meses. O primeiro edifício do novo complexo foi o 7 World Trade Center, aberto em Maio de 2006. A Lower Manhattan Development Corporation (LMDC), criada em Novembro de 2001 para supervisionar o processo de reconstrução, organizou competições para escolher o melhor projeto. O projeto de Daniel Libeskind, chamado Memory Foundations foi o escolhido, que incluía a torre de 417 metros, a Freedom Tower, três edifícios de escritórios ao longo da Rua Church e um memorial projetado por Michael Arad.
A experiência de andar pelo local é um tanto quanto estranha. New York que é uma cidade muito agitada e barulhenta, encontra nos arredores do WTC ou Ground Zero uma estranha tranqüilidade, como que um tributo à tragédia que ali ocorreu.
Há um muro de observação na Church St.
Endereço: Church St. / Liberty St. Descer na Estação Cortland St. ou na própria World Trade Center Station.

11- Century 21: é um dos outlet mais famosos da cidade. Na área feminina, destaque para a parte reservada ao jeans: há todas as marcas bacanas (J. Brand, Citizens of Humanity, Earl Jean,7 for All Mankind, Pepper). A linha mais acessível de Marc Jacobs, a Marc, tem muita variedade. As roupas são vendidas com as etiquetas originais das marcas, com o preço das lojas oficiais e a tabela do Century 21 (em geral, com um desconto de 30 a 70%). Dica esperta: o espaço é limitado e há filas dependendo da época do ano. Para experimentar uma roupa, a espera pode chegar a 25 minutos – e até mais do que isso na hora de pagar.
A loja possui três andares, um subsolo e uma loja anexa. No andar térreo, há roupas masculinas, chapéus, óculos e bolsas femininas; no primeiro andar, roupa infantil e uma parte da seção feminina; no segundo, a seção feminina; no subsolo, artigos para casa - roupas de cama, travesseiros, louças, panelas, etc. - , malas, relógios brinquedos...; no prédio anexo, calçados masculinos, femininos e infantis.
Particularmente, se você pretender ir a um dos outlets de New Jersey, como por exemplo o Woodbury Common Premium Outlet, a visita ao Century 21 é dispensável, pois a variedade e qualidade dos produtos é melhor nos demais.
Horário: segunda à sexta das 7:45 às 21:30; sábado das 10 às 21hs. e domingo das 11 às 20hs.
Endereço: 22, Cortland St., New York

12- Battery Park: parque com 37 hectares às margens do rio Hudson, sendo não só um bom lugar para apreciar o rio, mas também a Estátua da Liberdade.

13- Castle Clinton National Monument: foi construído em 1811 para ser um posto de artilharia, este forte foi transformado em teatro em 1824, chegando a ser utilizado como posto de recepção de imigrantes em 1855. É um dos lugares de onde partem balsas da linha Estátua da Liberdade.
Endereço: Battery Park
Horário: diariamente das 8:30 às 17hs.
Site oficial: www.nps.gov/cacl
  


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui