2 de março de 2013

Dicas da TURQUIA (XIV) - Capadócia - Göreme e Open Air Museum

Göreme by night!
Imagine um vilarejo perdido no meio do nada... perdido no tempo... onde as pessoas moram em casas literalmente esculpidas na pedra – o que não é esculpido na pedra é feito da mesma cor para aumentar a sensação de integração com a paisagem local. Não, não é Bedrock!
        As curtas caminhadas que tivemos em Göreme (curtas por conta do tamanho do lugar, ok?) serviram para aumentar a minha certeza de quão longe de casa estávamos. E mais, que estávamos em um lugar literalmente único no mundo.
Göreme. 
Rua principal.
As típicas formações rochosas rodeiam toda a cidade.
E as típicas casas na rocha idem.
       O lugar é tão pitoresco e as pessoas vivem tão à moda antiga que num dos dias percebi que além dos típicos chamados às orações diárias que saiam do minarete, ecoava pela cidade um outro chamado, nitidamente distinto daquele feito pelos muezins.
Depois de tanto ouvir aquilo e quase conseguindo repetir depois de decorado, não resisti e fui perguntar na recepção do hotel. Quase cai para trás quando o garoto disse que era a prima dele informando pela cidade que ela iria se casar no sábado seguinte. Bom, ou faz festa e chama a cidade inteira, ou simplesmente some do mapa! Proclamas turkish style!!!
Enfim, embora Göreme seja um local extremamente turístico, esta vila a 70km de Kayseri e pouco mais de 2 mil habitantes, guarda muito do estilo de vida típico da Capadócia. Vale dar um passeio a pé por ali e ver como as pessoas vivem.
No vilarejo, apenas pequenas vendas como esta.
O artesanato tem um estilo muito próprio.
Andando pela cidade, de qualquer ponto que seja, você avistará uma formação rochosa no centro chamada de Castelo Romano.
Castelo Romano.
Detalhe das colunas romanas.
Segundo alguns historiadores, esta estrutura era usada para enterrar os romanos que viveram na cidade vizinha Avanos (antiga Venasa).
É verdade que a cidade em si não tem grandes atrativos – como vocês viram nesta série de posts, as atrações da Capadócia estão espalhadas por várias cidades num curto raio de distância.
Todavia, não mais que alguns minutos de caminhada, você encontrará a grande, senão única atração da cidade, o Museu ao Ar Livre de Göreme (em turco: Göreme Milli Parklar).
Göreme Open Air Museum.
Embora seja uma atração que alguns tours incluam no pacote, sugiro que você faça por conta. Primeiro porque é extremamente fácil o acesso – 1km do vilarejo de Göreme - e segundo porque as informações a respeito do local estão bem sinalizadas.
Além disso você terá tempo de sobra para andar por ali tranquilamente.
Mas o que é o Museu ao Ar Livre de Göreme?
Trata-se de um conjunto de igrejas, monastérios e capelas esculpidas na rocha que foi declarado em 1985 Patrimônio Universal da Humanidade, juntamente com as Chaminés de Fadas que já vimos nesta série de posts.
Como já disse anteriormente  a região da Capadócia teve um papel relevante na expansão do cristianismo nos seus primeiros anos. Tanto que entre os anos de 44 e 58, São Paulo efetuou três viagens à Capadócia.
E mais, nos séculos II e III, muitos dos cristãos que habitavam a Capadócia moravam nas cidades subterrâneas.
Ainda que muito se discuta a respeito da data das igrejas do museu, a maioria dos historiadores concorda que elas datam entre os séculos VI e XI, período que coincide com o fim das invasões árabes na região.
Segue abaixo uma relação das principais atrações do Museu ao Ar Livre de Göreme:
Elmalı Kilise ou igreja da maçã. Construída em 1050, é a menor delas e uma das mais importantes. Infelizmente fotos do interior não são permitidas – isto serve para várias igrejas da região.

Para chegar à fachada da igreja, passa-se por uma estreita abertura na rocha.
Que dá acesso a um páteo e à entrada propriamente dita.
     Os afrescos restaurados em 1991 mostram no altar uma representação da Última Ceia cuja a inscrição em grego diz Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador.
Datada do final do século XI, a Azize Barbara Kilisesi (igreja de Santa Bárbara) tem uma das representações de São Jorge ao lado de São Teodoro lutando a cavalo contra um dragão e uma serpente. Ufa! Enfim uma referência a São Jorge!!!
Interior da Igreja de Santa Bárbara.
Outra clara referência a ele é feita na Yilanlı Kilise (igreja da serpente) onde tem uma outra pintura dele com São Teodoro abatendo uma serpente. Fica ali também o  afresco que mostra o imperador Constantino e a sua mãe Santa Helena, aquela que fez uma peregrinação à Terra Santa para buscar a cruz de Jesus. Lembram quando contamos falamos disto em Israel?
Apesar de estar fechada para reparos quando fomos, talvez você tenha a oportunidade de visitar a Karanlik Kilise (igreja escura) que tem vários afrescos com cenas do Novo Testamento: o Cristo Pantocrator, a Natividade, a Adoração dos Magos, o Primeiro Banho, a Última Ceia, a Traição de Judas, a Crucificação e a Ressurreição e Ascensão de Jesus.
Karanlike Kilise, infelizmente fechada para restauros.
Acredite ou não, entre o declínio do período cristão na região e 1950, ela foi usada como pombal. Deu para imaginar o estrago que fizeram lá dentro? Como diz meu pai... “ratos com asas”. Bom se você puder ver o resultado de 14 anos de restauro, me conta como é!
Mas onde os monges viviam? Eles viviam no Mosteiro de Kizlar, cujo acesso era tão difícil eles precisavam subir escadas penduradas para chegar aos aposentos. Nada fácil esta vida de monge!
É... os aposentos eram rústicos...
O acesso não era lá aquelas coisas...
Mas a vista... Acho que compensava.
Salas para estudos religiosos.
Refeitório.
Cozinha.
A depender da época em que você for, recomendo chegar cedo ao museu. Especialmente na alta temporada (verão), filas se formam na entrada das igrejas.
Göreme Open Air Museum.
Sugiro que você separe ao menos 1 hora para visitar o museu. Funciona diariamente das 8h00 às 19h00 (17h00 no inverno). Custo? 15TL.
Apesar do Open Air Museum ser muito interessante, na minha opinião a igreja mais interessante da Capadócia, ou pelo menos a mais bem conservada está do lado de fora! Sério, ali ao lado da entrada fica a Igreja de Tokali.
Ali você encontrará os afrescos mais belos e bem conservados da Capadócia – renovados na década de 80. Vale conferir!
Quem vê a fachada da Igreja de Tokali nem imagina a beleza do que há lá dentro.
As fotos abaixo são auto-explicativas!





No próximo e último post da série Turquia, falaremos um pouco a respeito da cozinha turca, afinal, nem só de andança vive viajante!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui