23 de julho de 2013

Dicas do Japão (I) - Como requerer visto de turismo para o Japão

 
Kinkaku-ji em Kyoto.
Já tivemos aqui a oportunidade de explicar um pouco do procedimento para obtenção dos vistos para os EUA e para a China. Hoje no menu de vistos, temos o visto para o Japão.
Considerando que as regras de exigência de vistos, como já dissemos anteriormente, estão sempre sujeitas a alterações, sugiro sempre consultar o site da embaixada ou do consulado do país para verificar a situação no momento da sua viagem.
No caso do Japão, sugiro consultar diretamente o consulado do Japão em São Paulo ou no Rio de Janeiro; ou o Ministério das Relações Exteriores.
Embora a legislação que rege a imigração no Japão seja bastante rígida, o que afugenta muitos imigrantes, especialmente aqueles que não são descendentes de japoneses, o procedimento para solicitação do visto de turismo é surpreendentemente simples.
A solicitação deve ser feita pelo próprio requerente, o qual em geral deverá comparecer ao consulado para tanto. Todavia, no caso de uma família, por exemplo, é possível que apenas um dos seus membros compareça e faça o requerimento em nome dos demais. Basta apresentar o documento que comprove o parentesco.
Basicamente existem duas formas para requerer o visto. A primeira delas é diretamente no consulado, a qual eu recomendo.
A outra é por meio do Centro de Visto Japonês (CVJ) uma espécie de agência interna especializada nisso.
Qual a diferença? Caso opte pelo CVJ, você terá que pagar além da taxa de emissão do visto, a quantia de R$ 139,00 pela prestação dos serviços. Confira aqui o valor atualizado. Sinceramente, não vi vantagem alguma - salvo se você não tiver como comparecer.
Minha sugestão? Vá diretamente ao consulado.
Embora o horário de atendimento no consulado de São Paulo seja de segunda à sexta-feira, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00, prefira ir numa segunda; quarta ou sexta nestes mesmos horários, pois neles não existe atendimento às agências. Não gastei mais que 15 minutos dentro do consulado - o atendimento é por ordem de chegada.
O consulado de São Paulo que atende à jurisdição de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e parte do Triângulo Mineiro fica na Avenida Paulista, 854 2 º andar, Edifício Top Center, Bela Vista, São Paulo – telefone (0XX11) 3254-0100 (Setor de Vistos). Para outros Estados, basta consultar este link.
Da mesma forma que o visto chinês, a validade do japonês é de 3 meses. Assim, você precisa primeiro fechar a passagem e depois dirigir-se ao consulado – apresentando-a, é claro!
Os vistos de turismo são de 1 entrada ou múltiplas entradas.
Que documentação deve ser apresentada?

1.    Passaporte original com validade de no mínimo 3 meses;
2.    Formulário de Solicitação de Visto preenchido e assinado;
3.    Foto 3X4cm nítida e recente;
4.    Carteira de Identidade RG ou RNE (cópia simples);
5.    Passagem de ida e volta ou print de reserva – aqui uma ressalva, caso você não esteja indo direto do Brasil para o Japão, será necessário apresentar a passagem de partida e chegada do Brasil. Por exemplo, quem faz uma viagem parando na Europa, terá que apresentar a passagem Brasil-Europa;
6.    Cronograma de viagem – vide modelo on-line;
7.    Comprovante de renda: Imposto de Renda Pessoa Física (todas as páginas, inclusive o recibo de entrega); extratos bancários (3 últimos meses); holerite se houver e etc.

As cópias apresentadas ficam retidas no consulado.
A taxa de emissão do visto é de R$ 77,00 para uma entrada e R$ 154 para múltiplas entradas. Confira aqui os valores atualizados. O pagamento é feito diretamente no momento da retirada do passaporte e em dinheiro.
O prazo médio para entrega é de aproximadamente uma semana.
Simples e rápido, o procedimento de solicitação do visto japonês é apenas um aperitivo da eficiência japonesa. Prepare-se!


Booking.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui