28 de setembro de 2015

Dicas dos EUA (XII) - Onde comer em Las Vegas?

Temáticos ou não, Las Vegas tem restaurante de tudo quanto é tipo.
Las Vegas tem tantos restaurantes que o assunto renderia um guia; e para comer nos principais, certamente você precisaria bem mais do que uma semana lá para sentar-se à todas as boas mesas da cidade.


Portanto não tenho aqui a pretensão de esgotar o assunto, mas apenas trazer neste post os restaurantes que conhecemos durante a nossa breve visita. Aproveito assim para deixar um convite. Conhece algum outro que não está aqui citado? Compartilhe suas dicas na caixa de comentários.

A exemplo do que falamos a respeito dos hotéis-atrações de Las Vegas, a oferta de restaurantes também é enorme. A variedade de preços também! Tem desde restaurante para quem precisa comemorar um casamento recém celebrado pelo Elvis ou uma boa mão de Black Jack, até quem está ali com um orçamento mais modesto.

Como vocês já devem ter percebido pela nossa lista de destinos asiáticos, aqui em casa a gente adora a culinária local, e em Las Vegas aproveitamos para matar a saudades de um típico noodles. Para quem não sabe, noodles é aquele macarrão oriental super leve que pode ser tanto frito quanto cozido e servido num caldo.
Noodles no estilo thai.
O melhor lugar para isto? O Noodles que fica dentro do Bellagio e serve noodles da Tailândia, Japão, China e Vietnã; ou seja, praticamente tudo quanto é variante deste leve e delicioso macarrão.

O Noodles é perfeito para quem está de passagem pelo Bellagio, porque não exige reserva prévia.
E outro no estilo japonês.
Destoando dos restaurantes minimalistas e chiques estrelados por chefs famosos, existe um tipo de restaurante bem tradicional que é frequentado por muitos turistas que visitam Las Vegas: os buffets.

Se vocês alguma vez leram algo a respeito dos buffets de Las Vegas, muito provavelmente foi uma crítica ao excesso e ao desperdício de comida. Ok, é verdade, tem muita gente que acaba enchendo o prato e não comendo nada.

Ok, você pode até ter horror à comilança, mas o que não dá para discutir é a variedade e a qualidade do que é servido nos bons buffets da cidade. Notem que eu fiz questão de dizer bons, porque vocês encontrarão sim alguns estabelecimentos que primam pela quantidade e não pela qualidade dos pratos.
The Buffet.
Se você é como a gente lá em casa, que não come quantidades absurdas numa só refeição, pode até questionar se um buffet é uma boa ideia. Sinceramente, acredito que um bom buffet mesmo assim vale pela qualidade e principalmente pela possibilidade de experimentar um pouco de tudo.

Uma sugestão? Procure comer um pouco de cada item, sempre deixando um “espaço” reservado para os seus pratos favoritos, especialmente para as sobremesas.

Agora, se você se considera literalmente come como uma jiboia, não pense duas vezes, pegue seu antiácido e corra imediatamente para um buffet!

Depois de pesquisar a respeito acabamos optando por um dos mais tradicionais, o The Buffet que fica dentro do Bellagio.

Particularmente, fiquei bem satisfeito com a variedade e qualidade dos pratos ali servidos. Tinha de tudo, de comida japonesa à carnes; de massas a frutos do mar. Olha, quem não encontrar nada que goste lá, é porque simplesmente não gosta de comida!
King Crab e sushis.
E sobremesas excelentes no The Buffet do Bellagio.
Os preços variam conforme o horário e tipo de refeição, sendo o almoço (US$ 23,99 das 11h00 às 15h00 de segunda à sexta) sempre mais em conta que a janta (US$ 34,99 das 15h00 às 10h00 de segunda à sexta). Nos finais de semana, é servido um brunch por US$29,99.

Embora as bebidas alcoólicas não estejam incluídas no preço, o restaurante oferece a opção de um refil (coisa de americano!) de margaritas, espumantes ou cervejas por US$12,99.

No The Buffet você não precisa fazer reserva, mas eventualmente pode ter fila na porta nos horários mais concorridos. A melhor forma de evitá-la é fugir dos horários padrão de almoço e jantar. Aliás, muitas pessoas se dão bem simplesmente aproveitando um “almojanta”.

Enfim, com moderação e bem aproveitado, um bom buffet pode ser uma experiência diferente em Las Vegas.

Agora se você é como eu que, por mais que tente fugir dos hamburgueres, é só você desembarcar nos EUA que eles começam a te perseguir, Las Vegas tem muitas hamburguerias excelentes. Provamos duas que dizem serem as melhores da cidade.

A nossa primeira parada foi o BLT Burger que fica no Mirage – excelente pedida para depois do show Love dos The Beatles.
BLT Burger.
O meu double bacon. E sim, aquilo ao lado é um pepino!?!?
Com lanches em torno de US$22, tem uma excelente variedade que vai desde o clássico Black Angus até o Smoked Gouda Double Dip que como o nome diz leva queijo gouda defumado. No menu existem também outros tipos de sanduiches, alguns com toques mexicanos do chef Juan Zuniga que comanda a cozinha circular que fica no meio do BLT Burger.

Já a segunda foi a hamburgueria BURG do nervosinho chef Gordon Ramsay (aquele do Hell’s Kitchen) – sim, aqui em casa quando a TV não está passando programa de viagem (e mais recentemente desenho animado!), está em algum programa de culinária. Coisas da Sra. Cumbicona!

No BURG os hamburgueres são feitos diretamente sob o fogo aberto que é alimentado por madeira. Ou seja, nada de chapa quente. É Hell’s Kitchen mesmo!
Simpatize você ou não com o Gordon,
Não deixe de experimentar o hambúrguer de lá que é maravilhoso.
Eu que sou viciado em queijo, fui de Uber Cheese Burger que além do hambuguer (óbvio!) tem três tipos de queijo fontina, raclette e de cabra.

Definitivamente senão o melhor, um dos melhores hamburgueres que já comi. Duvida que o hamburger lá seja bom? O BURG foi eleito o melhor hamburguer de Las Vegas de 2015. O preço? Em torno de US$ 15.

Em Las Vegas, optamos por tomar o café da manhã na rua. Mas onde encontrar algo simples, com aquela cara de café da manhã e sem tantas tentações???

Dias antes de embarcar um colega de trabalho me recomendou ir tomar o café da manhã em um café dentro do New York, New York; a Il Fornaio Panetteria, praticamente uma padaria italiana.
Il Fornaio Panetteria
Porque às vezes tudo que você quer é só um pãozinho com manteiga.
Ali eles servem croissant e paninis com excelentes cafés e cappuccinos.

No mesmo estilo há o Cafe Belle Madeleine do Paris.

E vocês, quais as suas dicas de restaurantes em Las Vegas?


Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Booking.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui