26 de outubro de 2016

Dicas de Bali: Onde e o que comer?

À mesa, Bali reserva boas surpresas.
Além de encantar aos olhos com seus templos e praias, e principalmente uma cultura incrivelmente rica, Bali também agrada ao paladar.

Se você pensa que em Bali só tem comida estranha e que irá estranhar a culinária local ao ponto de não conseguir comer nada, refaça seu conceito. Salvo se você for muito chato para comer, vai se dar muito bem em Bali. Eu por exemplo sou um pouco chato sim, mas me dei super bem lá. Tanto que vez ou outra me pego sonhando com os sabores locais.
Para traçar um paralelo, a comida balinesa é bem próxima da tailandesa, tendendo ao mais suave e menos apimentado.

Antes de falar dos pratos propriamente ditos, gostaria de já avisar: come-se bem gastando muito pouco, mas muito pouco mesmo. Um almoço ou janta não sai por mais do que uns R$ 40/50 o casal para comer-se muito, mas muito bem.

Um dos pratos mais comuns de Bali, e mais baratos também, revelou-se o meu favorito: o nasi goreng que consiste em arroz frito misturado com vegetais e frango ou frutos do mar (esta versão melhor ainda!). É um prato tão simples que você vai achar em literalmente qualquer esquina, dos restaurantes mais caros até os mais simples. Não tem segredo!
Nasi Goreng com espetinho de frango e ovo frito.
Outro Nasi Goreng. Se você não gosta de pimenta, fuja do potinho ao lado!
Assim como nos demais destinos asiáticos, o macarrão um prato comum à mesa do balinês. Mas diversamente do nosso macarrão cuja massa é feita à base de farinha de trigo, lá a farinha do mie goreng, o pad thay / noodles local, é à base de arroz. Achei bem gostoso, mas em termos de consistência, prefiro a farinha de trigo.

Gago gado. O nome engana e talvez você tenha pensado em um prato de carne, mas o prato na verdade é uma salada de vegetais com molho de amendoim. Outro molho bastante comum lá é o sate lilit que é feito à base de peixe moído e camarão.

Fora peixes e frutos do mar, os balineses comem muito frango. Espetinhos de frango são comuns pela ilha. Não tive oportunidade de experimentar, mas um prato interessante que fazem lá é o pato cozido em folhas de banana (bebek betutu).
Mie Goreng.
Frango. 
Atum com molho de pimentão.
Onde comer tudo isso? Principalmente em Ubud vocês encontrarão uma quantidade enorme de bons restaurantes, alguns mais famosos outros não.

Uma das noites em Ubud optamos por ir ao famoso Café Lotus. Com uma decoração bem tipicamente balinesa, o lugar é lindo. Provamos dois pratos e uma sobremesa. Recomendo, mas confesso que pela fama do lugar esperava pratos mais saborosos. Comi pratos típicos mais saborosos em lugares mais simples. Mas vale pelo ambiente!
O Café Lotus.
Arroz frito com atum na folha de bananeira.
E de sobremesa Pisang Goreng: banana frita, açúcar de palma e coco gratinado.
Outros restaurantes recomendamos em Ubud são o Cinta Grill e Warung Enak, este mais para comida típica. O Casa Luna também é muito bem recomendado pela sua mistura de culinária local com a mediterrânea.

Um pouco mais longe do centro de Ubud, nos arredores da Monkey Forest Rd, sugiro o The Jumah (Jl. Raya Nyuh Kuning, MAS, Ubud, Kabupaten Gianyar) que tem preços justos e um nasi goreng maravilhoso.

Um pouco mais a diante, o Beloved Earth Cafe também é excelente.

Se você estiver nos arredores de Nusa Dua, vá jantar no Bali Collection, um shopping super charmoso que tem ali. As opções de restaurantes são excelentes. Jantamos lá três dias, no primeiro fomos em um restaurante que sinceramente não lembro o nome, e depois fomos duas vezes ao excelente Laguna Garden. Se você gosta de peixes, não deixe de provar o atum deles. Divino!
O que mais gostei no Laguna Garden foi o atum, no ponto por fora e levemente cru por dentro.
O ambiente também é uma delícia.
A grande vantagem é que mesmo em restaurantes mais descolados, os valores são muito, mas muito abaixo da média cobrada aqui no Brasil.
Matando a cobra e mostrando o pau: 2 pratos (um deles com frutos do mar) + chá gelado + cerveja por uns R$ 20,00.
Com uma culinária bem diferente da ocidental, mas nem por isto estranha ao nosso paladar. Muitos viajantes aproveitam a estada em Bali para aprender ao menos alguns pratos que provaram pela ilha.

Encontrar estes cursos é relativamente fácil. Muitos hotéis oferecem esta atividade e outros tantos estabelecimentos também. As aulas começam com uma visita ao mercado local para comprar os ingredientes. Após preparar os pratos, e provar é claro, eles te dão a receita para você tentar fazer em casa.

Um dos lugares que oferece o curso é o Paon Bali Cooking Class em Ubud. As aulas são em inglês, duram 6 horas e podem ser pela manhã ou à tarde.
Os restaurantes são lindos!!!
Sobremesa? Alguns lugares servem o dadar gulung, que é como uma panqueca feita com leite de côco, côco, e pandan (uma folha típica local). Os indonésios também gostam de um belo sorvete, então sorveterias, algumas com sabores bem diferentes são comuns.

Como falamos no post inicial, a temperatura em Bali varia pouco ao longo do ano, sendo praticamente sempre quente. Bem quente.

A melhor opção para refrescar é entregar-se a um sorvete!

Precisando de uma pausa para refrescar? Sugiro um sorvete na Gelato Secrets. Lá eles servem deliciosos sorvetes com sabores tradicionais e alguns mais exóticos. São dois endereços: Jl. Monkey Forest e Jl. Raya Ubud. Literalmente maravilhoso!!!
Gelato Secrets.
O de baunilha e o de caramelo são excelentes.
Para acompanhar tudo isso, duas opções: sucos de frutas ou as cervejas locais.

Em Bali vocês encontram uma enorme variedade de frutas. Desde as frutas tropicais que também temos aqui como banana e manga, até outras típicas do sudeste asiático como pitaya e mangostin.
Bali Snake Ball é uma das frutas diferentes de lá. Por fora parece pele de cobra e por dentro tem consistência de amarrar na boca.
Mesmo com uma comida praticamente sem pimenta, ter uma boa variedade de frutas é uma bênção para quem viaja com crianças pequenas. Comida fresca e saudável a qualquer hora.

Outra coisa que é muito boa em Bali são as cervejas. Claras e refrescantes, quase sempre custavam menos que refrigerantes, mesmo nos restaurantes. A principal marca é a Bintang – pela quantidade de camisetas vendidas como souvenires vocês lembrarão!
Bitang a mais conhecida marca de cerveja em Bali.
Dentre as bebidas locais, some ainda os chás, de tudo quanto é tipo, mas principalmente de capim-limão, lemongrass, (só o cheiro já me dá água na boca).

Em Ubud, há uma bebida gelada, a mint-line, que vale provar. Ela é servida no Taco Casa, que fica Jl. Pengosekan (South end of Ubud), Ubud, Gianyar e funciona das 11h00 às 22h00.

Se como eu vocês não viajam sem ao menos um pequeno supermercado, em Bali são comuns as unidades das redes Circle K e Mini Mart. Em Kuta (Jl Sunset das 9h00 às 22h00) existe até mesmo um enorme Carrefour anexo a um shopping com produtos bem similares ao que temos em qualquer supermercado brasileiro. Então, fome, certamente você não passará em Bali.
Fazendo as vezes do 7-Eleven.
Viaja com crianças? Encontrar marcas conhecidas de papinha é fácil.
No próximo post, para fechar a série sobre Bali, vamos falar do café mais exótico do mundo!


Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Booking.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui