15 de abril de 2017

Dicas da Suécia: Onde comer e Compras em Estocolmo.

#ComiaFácil!!!
Depois de conferirmos as principais atrações de Estocolmo, vale conversarmos um pouco sobre o que comer e sobre compras na capital sueca.

A primeira coisa a considerar, seja com relação às refeições, seja sobre as compras é o fato de que tudo lá custa bem mais do que estamos acostumados no Brasil, e mesmo se considerarmos outros destinos de viagem – detalhei um pouco mais isto no nosso primeiro post sobre a Suécia.

O que comer lá? Como as nossas incursões culinárias lá não foram tão profundas como gostaríamos, mas deu para aprender um pouco a respeito dos hábitos alimentares suecos.

A primeira coisa a considerar é que diversamente dos latinos, por exemplo, os suecos, talvez até mesmo pelo fato de escurecer muito rápido no inverno, têm o hábito de jantar muito cedo. Então ajuste o fuso horário com a sua fome.

Tem muita coisa diferente para comer na Suécia. Para começar, no café da manhã é comum encontrar picles com pão preto e patê de fígado. É igualmente comum encontrar peixe defumado e ovo mole – aquele que você come quente, com sal e colher (delícia!) - logo na primeira refeição do dia.
Fala se estes pratos à base de peixe no Saluhall não são de comer com os olhos?
Ainda no café da manhã, você notará que eles têm excelentes pães, principalmente aqueles assim digamos mais “naturebas” tipo integral e não menos gostosos. Tem também o Knäckbröd, algo entre uma a bolacha cream-cracker sueca e um pão integral, bem fininho. Acho que no Brasil vendem como pão sueco mesmo.
Os embutidos também são deliciosos.
Agora na minha opinião o mais interessante é a quantidade de salmão que eles consomem, principalmente em lindos lanches.

Embora alguns mencionem o Smörgåsbord (a grafia parece sopa de letrinhas) como sendo um prato, na verdade é uma refeição composta de vários pratos: frutos do mar, ostras, picles, cebolas, carnes, peixes, ovos, pães, queijos, salmão, batatas. Seria a versão sueca para um banquete.

Com um rebanho de gado bastante reduzido se comparado por exemplo com países tropicais, carnes exóticas acabam sendo comuns nos pratos. Uma delas é a carne de alce (não provei!). Sim, você leu certo uma das carnes que os suecos costumam consumir é a deste simpático animal.
Já pensou comer carne de alce?
Já disse aqui mais de uma vez: sou viciado em queijo. Mas algo que eu não esperava encontrar lá é queijo em bisnaga. Nem todos são gostosos, mas a grande maioria é. O legal é que você passa no pão como um requeijão.
Queijo em bisnaga.
Também em bisnaga, você encontra uma espécie de caviar (Kalles Kaviar). Me disseram que as mães costumam colocar uma bisnaga destas na lancheira das crianças na escola.
Pelas ruas é relativamente fácil encontrar supermercados.
Ao menos em Estocolmo, encontramos bons supermercados, com tudo o que normalmente se vende por aqui e outros itens bem interessantes. Aqui uma lista de supermercados com alguns endereços:

- Hemköp: tem várias lojas espalhadas pela cidade, mas a principal fica na Klarabergsgatan, 50;
- ICA Baronen: Odengatan, 40;
- Vivo T-Jarlen: dentro da estação Östermalmstorg;
- Coop Konsum: Katarinavägen 3-7.

Agora se você gosta de mercado, o melhor lugar para passear em Estocolmo é o Östermalms Saluhall. Para quem como nós agora um mercado, este mercado de 1888 é um prato cheio.
Saluhall, não deixe de visitar.
Saluhall.
O legal é que tem uma boa variedade de lugares para comer.
Banca no Saluhall.
Ele não é nem tão grande, mas a qualidade dos pratos e lanches de salmão que vende faz o passeio valer muito a pena.

Mas e as bebidas?

Se você que gosta de vodca está indo para lá pensando que Absolut (fabricada em Åhus, no sudeste do país desde 1879) vende até na banca de jornais, esquece.
Absolut? Deixe para comprar no duty-free.
Até mesmo por uma questão de saúde pública, a Suécia tem um rígido controle no consumo de álcool. O comércio em geral vende apenas aquelas com teor alcoólico inferior a 3,5%, ou seja, praticamente só cervejas. As demais devem ser compradas nas Systembolaget, lojas do governo, onde eles parecem controlar de certa forma a quantidade. Atente para o fato de que a idade mínima é 20 anos (não 18 como no Brasil).
Uma loja Systembolaget.
Os preços são bem razoáveis, mas não esqueça de levar o passaporte.
As principais lojas deste tipo em Estocolmo estão nos seguintes endereços:

- Regeringsgatan, 44
- Klarabergsgatan, 62
- Lilla Nygatan, 18
- Vasagatan, 25

Para beber uma cerveja em um pub local, dentre as várias opções existente, talvez o mais interessante seja o Akkurat (na Hornsgatan, 18, próximo à estação Slussen T-bana, pertinho do lado sul do Gamla Stan), pois tem “apenas” 600 rótulos diferentes entre locais e internacionais.

Uma coisa que eu não imaginava. Dizem que os suecos são grandes consumidores de café – e não é aquele cha-fé de americano não. Eles utilizam até mesmo um termo para definir esta pausa diária para um café com algo doce, Fika “fee-ka”. Mesmo no verão, é comum ver mesas postas nas ruas para um fika. Para acompanhar, semlas: um tipo de bomba de massa, recheada com chantilly e pasta de amêndoas.

Bem e as compras? Eu só recomendaria a Suécia como um destino de compras para quem não tem dó do bolso. Como já disse esta é uma viagem cara por si só, então imagine se adicionar compras.

Por outro lado, não dá para resistir ao fato de que os suecos têm um gosto para lá de refinado para algumas coisas.
Drottninggatan, uma das ruas mais movimentadas do comércio de Estocolmo.
Eles são mundialmente conhecidos pelo design de itens de decoração e outros artigos para casa. Basta ver que a mundialmente conhecida IKEA tem origem sueca. Vale a pena dar uma olhada em alguns itens simples, mas de extremo bom gosto que são criados pelas mentes criativas locais.

Uma das principais lojas da cidade é a loja de departamentos Nordiska Kompaniet ou NK para os íntimos. Com uma boa variedade de produtos, vale a visita. Fica na Hamngatan 18-20, e abre de segunda à sexta das 10h00 às 20h00; sábados das 10h00 às 18h00 e domingos das 12h00 às 17h00 – existem alguns horários especiais indicados no site.

Já para quem quer itens descolados de design daqueles bem criativos vá à loja de departamentos Åhléns, que fica na Klarabergsgatan 50.
Ahléns.
Para uma rua de compras chique, vale a Biblioteksgatan, uma versão sueca da 5ª Avenida. Algo mais acessível? Vá às lojas da rua Drottninggatan, que sai do Palácio Real. Outra boa opção neste sentido é a região da Stureplan, que tem muitas lojas de grife.

O Gallerian, localizado na rua Hamngatan 37, foi o primeiro shopping de Estocolmo, e oferece em seus dois andares, mais de 60 lojas e restaurantes.
Gallerian.
Outra opção de shopping é o Sturegallerian, uma galeria com aproximadamente 60 lojas, e um SPA (o Sturebadet). Fica no Stureplan – estação Östermalmstorg.

Artigos esportivos? As pedidas são a Peak Performance (na Biblioteksgatan 18); Helly Hansen (na Drottninggatan 78); a mundialmente conhecida North Face (na Smalandsgatan 11 Norrlandsgatan 4); e para camisas de futebol a europeia InterSport (Sergelgatan 111).

Agora quem quiser souvenires deve ir às lojas da região de Gamla Stan. Uma perdição!
Lojas na principal rua da Gamla Stan.
Não tivemos oportunidade de conhecer, mas quem tiver um pouco mais de tempo na cidade, talvez seja interessante visitar o Stockholm Quality Outlet, que fica em Barkarby e oferece 50 lojas de marcas variadas com preços bem mais em conta que na cidade.
O dutyfree do aeroporto de Estocolmo também é uma boa opção para compras, especialmente de bebidas.
Um alívio para o bolso é o fato de que na Suécia é possível restituir parte do imposto VAT que incide sobre os bens de consumo (leia-se compras!). Segundo o Global Blue, caso o viajante gaste mais que SEK 200.00, por loja, receberá aproximadamente 17-20% de volta. Outras informações aqui.

No próximo post da série sobre a Escandinávia, vamos à Noruega!

Booking.com

Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui