5 de julho de 2017

Dicas da Riviera Maia: O que fazer em Cancún.

Se você curte mar azul turquesa e areia branca. Cancun é para você! (Playa Delfines)
Praticamente sinônimo de Riviera Maia, Cancun é o destino turístico mais famoso do México e porta de entrada da maioria dos turistas que visitam a região. Nós, porém, como já dito no post anterior, escolhemos estabelecer a nossa base em Playa del Carmen e fazer apenas um passeio de um dia até Cancun, já que a maior parte das atrações que nos interessavam ficavam mais ao sul da península.

Outro fator que contou muito para a ideia de ficar em Playa del Carmen e não em Cancun foi o fato de que não pretendia ficar em um resort, queria uma estadia mais simples e achei que o clima do calçadão de Playa del Carmen era justamente o tipo de lugar que queríamos para as nossas férias.

Depois de conhecer as duas cidades, achei que Cancun, embora seja lindo o visual das praias, me pareceu ser muito “americanizada” e pouco autêntica se comparado à Playa, por exemplo. Vai de gosto. Veja o que lhe interessa mais.
Coco Bongo, a mais conhecida balada de Cancun é a face festeira da cidade.
A maior parte da orla é tomada de resorts.
Para quem quiser seguir este esquema de bate-e-volta, saiba que o acesso de uma cidade para a outra é super fácil. A estrada é muito boa, praticamente uma reta só; e leva aproximadamente 1 hora.

Com uma população de pouco mais de 600 mil habitantes, Cancun é a principal cidade da região e a porta de entrada para quem chega de avião, principalmente. A área mais interessante da cidade é a região conhecida como Isla Cancún ou Zona Hotelera, onde se concentra a maior parte das praias e evidentemente a maioria dos hotéis – principalmente resorts.

Olhando de cima, a Isla Cancún parece uma estreita faixa de terra em formato de 7. Ali, mais de 22km de praias. Do lado de dentro, uma laguna e do lado de fora, o mar do Caribe.
Do lado esquerdo a laguna, e do direito o mar do Caribe.
Fala se este mar não é demais???
Se Playa del Carmen se destaca pelo fato de ter nos seus arredores muitos parques interessantes e fácil acesso às ruínas como Tulum, por exemplo, Cancun tem como grande destaque suas praias. Em geral, as mais belas são aquelas localizadas na chamada Zona Hotelera. A tendência é que as mais calmas sejam as do norte em relação às do sul (Punta Nizuc), justamente porque as do norte são as mais protegidas das ondas do mar do Caribe, o que garante aquele clima de piscinão de águas transparentes e areia branca.

Eis algumas das mais conhecidas:

A primeira parada no nosso tour pelas praias foi a Playa Tortugas. É uma praia bem curta e no formato de ferradura.

O bacana é que ela tem uma infraestrutura bem interessante com estacionamento gratuito e bares/restaurantes no redor.
Playa Tortugas.
Achei bonita, mas não a melhor da cidade.
Quem tiver coragem, há um bungee jump.
E os mega corajosos, um passeio ainda mais radical.
Com águas cristalinas é uma das praias com melhor infraestrutura. Há inclusive um bungee jump.

De todas as praias, a Playa Delfines é considerada a mais bela de Cancun. Ela tem uma enorme faixa de areia branca como farinha e mar azul. Cara de cartão postal mesmo!

Além do estacionamento gratuito, o uso dos sombreiros de palha também é livre.

Não deixe de ir ao “mirador” situado no calçadão, a vista dali é fantástica.

As fotos são auto explicativas:
Fala se não é imperdível???
Mirante da Playa Delfines.
Os sobreiros são de uso livre.
A faixa de areia é grande e com areia bem fininha.
Sargaço zero!
Outras boas opções de praias livres e não exclusivas para hóspedes dos resorts são a Playa Chac-Mool que é a praia mais central da Zona Hoteleira e a Playa Las Perlas que por não ter praticamente ondas, é uma praia muito frequentada por famílias com crianças pequenas.

Um assunto recorrente a respeito das praias não só de Cancun, mas também de outras cidades da Riviera Maia é são as infestações por sargaço, um tipo de alga que trazida pelas ondas se acumula nas areias. Dizem que isto é fruto do aumento da temperatura da água do mar e da poluição. Triste, né?

Justamente um pouco antes da nossa viagem houve uma espécie de epidemia deste tipo de alga que além de “poluir” o visual de cartão postal das praias também prejudica e muito o banho de mar. Isto porque para entrar no mar, primeiro você tem que vencer a maré de sargaço e dizem que pinica muito.
Para não falar que não tinha nada de sargaço, havia um pouco na Tortugas, mas estava sendo removido logo cedo.
E eventualmente as areias podem ser "invadidas" por alguns nativos bem diferentes.  Mas não tenha medo, elas fogem da gente.
Na prática, durante a nossa viagem, havia sim uma pequena quantidade de sargaço, mas além de não ter sido nada capaz de estragar o passeio, era menos comum nas praias mais frequentadas, senão inexistente.

Se Cozumel é o bate-e-volta de praia mais legal a partir de Playa del Carmen, em Cancun a pedida é Isla Mujeres. Trata-se de uma pequena ilha uns 10km da costa de Cancun que também pode ser visitada num dia só.

Na ilha as principais atividades são curtir as praias, especialmente a Playa Norte, que é acessível a pé a partir do terminal do ferry; visitar o MUSA (Museo Subacuático de Arte), uma série de esculturas que foram colocadas no fundo do mar para serem apreciadas e servirem de suporte para os corais; ou ainda passar o dia no Garrafón Park, um parque com praia e algumas atividades como tirolesa, nado com golfinhos e etc.
Lá as esculturas estão no fundo do mar. Créditos: MUSA.
E aos poucos vão formando corais artificiais. Créditos: MUSA.
Para chegar lá é necessário pegar um ferry em um dos 4 terminais localizados em Cancun, sendo 3 deles na zona hoteleira (Playa Tortugas, El Embarcadero e Playa Caracol). Os barcos são operados pela empresa Ultramar – confira aqui os horários e preço das passagens (US$ 19 ida e volta). Quem optar pelo terminal de Puerto Juaréz que fica fora da zona hoteleira paga um pouco menos pela passagem (MXP 146 ida e volta).

Se você estiver indo para a Riviera Maia com uma parada na Flórida, recomendo que você deixe para fazer as suas compras nos EUA mesmo. Ainda que os shoppings e lojas de Cancun e arredores sejam excelentes, dificilmente o preço e a variedade será maior que dos outlets e shoppings da Flórida.
Compras em Cancun? Fuja do óbvio.
Tem muita coisa legal, inclusive o artesanato.
Agora, se você estiver indo exclusivamente para a Riviera Maia, sem escalas, a conversa muda completamente. Mesmo se comparado ao Panamá, outra conexão comum, os preços e a variedade de lojas compensam e muito.

Abaixo alguns dos principais shoppings de Cancun:

- Plaza Las Americas: é um dos maiores shoppings da cidade, e como fica mais perto do centro de Cancun, é mais frequentado pelos locais do que pelos turistas. Fica na Tulum 260, Centro, Cancun.

- Forum by the Sea: mesmo com lojas menores, este shopping é muito frequentado por turistas, por uma razão muito simples: nos arredores dele, muitas casas noturnas e bares. Fica na Boulevard Kukulcan km 9.5, Zona Hoteleira, Cancun.
Forum by the Sea.
- Kukulcán Plaza: um dos melhores shoppings de Cancun, o Kukulcán Plaza tem excelentes lojas e uma área dedicada às lojas de grife - Luxury Avenue. Fica na Blvd. Kukulcán km 12,5 – Zona Hoteleira.

- La Isla: é o melhor shopping da Zona Hoteleira. Com lojas ao ar livre, tem uma série de lojas de marcas conhecidas; lojas de departamento como Liverpool Duty Free e La Boutique Palacio e é o melhor lugar da cidade para fazer compras. Se tiver tempo de ver apenas um shopping, vá ao La Isla! Fica no Blvd. Kukulcán km 12.5, Zona Hoteleira, Cancun.
La Isla.
Para quem quiser comprar souvenires, é relativamente fácil encontrar por todos os lados as típicas lembrancinhas mexicanas que vão de pimentas, tequilas aos sombreiros (coitado de quem senta perto do passageiro que leva um destes para casa!).

Você pode encontrar este tipo de lembrança em vários lugares, desde os vendedores ambulantes até lugares mais centrais como o Mercado 28 (esquina da Xel-Há com Sunyaxchén das 6h00 às 20h00), no centro de Cancun. Neste mercado, há uma série de barracas com um pouco de tudo quanto é tipo de souvenires (pechinche e não aceite o primeiro preço que lhe derem) e uma praça de alimentação.
Mercado 28.
Tem uma área mais antiga que parece até meio bagunçada. Mas é bem legal!
E outra bem bonitinha.
Achei um dos passeios mais pitorescos de Cancun. Fica no Centro de Cancun.

Algo que nem todo mundo sabe é que há uma espécie de regime de Tax Free para os estrangeiros que visitam o México. Conhecido como Money Back Tax Refund, o sistema permite que você receba de volta o valor pago a título de imposto nas suas compras – até 8,9%.
Guichê do Money Back.
O sistema é muito parecido com outros países. Você faz as compras de no mínimo MXP 1200  (por loja e não por compra, ou seja, dá para somar as compras realizadas em datas diferentes na mesma loja) nas mais de 6 mil lojas conveniadas; guarda os comprovantes e os apresenta, juntamente com passaporte, cartão de embarque e cartão de imigração (se a empresa aérea pegar o seu formulário original, peça uma cópia) no guichê da Money Back que existe no aeroporto.

Mas e Tulum? Xcaret? Cenotes? Tudo isso ainda será tema de posts aqui no blog. Fique de olho.

No próximo post vamos falar um pouco sobre Playa del Carmen.

Booking.com


Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui