4 de outubro de 2016

Hopper App: Quando viajar e Quando comprar a passagem.

Hopper, app essencial para procurar pelos melhores preços de passagens.
Ok, eu sei; isto não é um blog de tecnologia (embora adore o assunto). Mas atire o primeiro smartphone o viajante quem não tem nenhum app de viagem instalado aí. Nem que seja um programa de mapas, um tradutor ou conversor de moedas, todo mundo tem um ou vários apps de viagem instalados e é difícil imaginar viajar sem estas facilidades.

Como já comentei aqui, sou usuário de não apenas um, mas vários sites de busca de passagens. Digo vários porque cada um deles trabalha com um grupo de empresas. Mas e se eu te disse que tem um app de celular que além de trabalhar com todas as empresas ainda te diz que dia é mais barato viajar e quando comprar a passagem?

Fala se isto não é o Santo Graal dos viajantes? Coloque na ponta do lápis os seus gastos de viagem e veja que as passagens aéreas quase sempre representam a maior parte do custo.

Dias destes, fuçando na app store da Apple topei com o Hopper, um aplicativo que promete entregar estas tão almejadas informações.

Se você já entrou no site de uma empresa aérea ou de algum dos bons buscadores de voos que existem por aí já deve ter notado que o preço das passagens varia de um dia para o outro e às vezes até mesmo de uma hora para a outra sem aparente motivo. Não, não estou falando de variações do dólar ou de mudança de dias/itinerário.

Escolha um dia no calendário, vá ao site de uma empresa qualquer e escolha um voo e cote o preço em dólares. Experimente voltar depois de algum tempo – pode ser um dia ou até mesmo algumas horas – e você verá que aquele preço que você viu já era...

Os preços das passagens aéreas variam conforme uma equação muito maluca e variáveis de mercado que são de uma complexidade digna de deixar qualquer gênio maluco. Para ficar apenas nas variáveis mais óbvias temos: câmbio, taxas, competição entre empresas, sazonalidade, aumento do preço de combustíveis e a mais dinâmica de todas as leis da oferta e da procura.

Mesmo numa única classe (econômica, por exemplo), existem diversas classes tarifárias que não se resumem àquelas que algumas empresas denominam saver, full top ou sei lá mais o que. Se você já olhou o seu boarding-pass deve ter notado que sempre há uma letrinha tipo J, Y, W, Z junto à palavra tarifa.

Isto indica que dentro da classe econômica, literalmente cada vaga no avião tem um preço, e este preço varia conforme a lei da oferta e da procura. Vejam que não utilizei o termo assento para não confundir com os conceitos de econômica, econômica plus, executiva e primeira classe, por exemplo.

A quantidade de vagas em cada uma destas tarifas dentro de um avião é um mistério que as empresas aéreas nem ousam revelar, e talvez prefiram até que você não saiba que elas existam... Mas o fato é que elas vão manejando os preços das passagens segundo a quantidade de vagas em cada tarifa x a lei da oferta e da procura.
Tudo começa nesta tela do Hopper.
Ou seja, como se não bastasse a diversidade de fatores que influenciam os preços, cada lugar no avião tem um preço próprio ainda que na mesma classe. Viram como é complexo?

É neste labirinto de variáveis malucas que o Hopper trabalha tentando responder às questões acima apresentadas.

O aplicativo, disponível tanto para Android quanto iOS, coleta e processa uma quantidade de dados gigantesca das empresas aéreas para fornecer resposta às questões acima destacadas e chegar às “farecasts”, num trocadilho com forecast (previsão em inglês) usado pelos desenvolvedores do app. Sou meio perdido em matemática, mas eles dizem ter fórmulas, ou melhor algoritmos, que aplicados aos valores das passagens atuais, conseguem prever os preços futuros. Parece estranho? Na verdade não, pois todos os demais serviços ou sites trabalham com futurologia baseada em dados atuais/reais.

A resposta à questão “Qual a melhor época para viajar?” é mais ou menos fácil de responder se você souber qual a alta, média e baixa temporada no destino para o qual você pretende viajar. Boas fontes de informação como blogs confiáveis e guias de viagem sempre dão as diretrizes básicas neste ponto.

Só considere aqui também que alguns destinos além do fluxo de turistas têm também preços inflacionados em razão de eventuais feiras; congressos ou outros eventos. Já viajamos para alguns lugares em plena época de grandes feiras comerciais e pagamos mais caro. Acontece!

Algumas empresas até oferecem um calendário com os preços para as próximas semanas ou em casos raros, próximos 3 meses. Vejam neste caso a previsão é curta demais e apenas na empresa consultada.
Selecione entre só um trecho ou ida/volta, e depois informe origem e destino.
Ele informa as médias de preços.
E um calendário amplo com até 1 ano de antecedência.
Clique no mês e veja dia-a-dia os valores praticados.
Ele te dá os dias próximos com os respectivos valores para você comparar.
Já o Hopper entrega um calendário completo dos preços para uma determinada rota para todas as empresas. Tudo ali na palma da sua mão! Ele fornece inclusive um calendário com os dias da semana para desmistificar (em alguns casos!) que por exemplo viajar de terça-feira seja mais barato – tudo depende do destino e sazonalidade.

Se é confiável? Testei os resultados do app com alguns destinos que conheço e que sei quando é a baixa temporada. Bateu!

Ok, já sei quando ir. Falta a questão de ouro: “Quando comprar a passagem?”.

Por conta da complexidade dos preços que mencionei acima, essa é a mais difícil de ser respondida. Tem gente que diz que quanto antes melhor. Há aqueles que defendem a tese dos 6 meses. E os arrojados que preferem, assumir o risco de pagar caro ou simplesmente não ir, aguardando promoções de última hora.

Nesta função, o app monitora os voos que você escolheu e nas datas que você escolheu. Neste caso, se possível, escolha mais de uma data ou período para poder ter base de comparação. De tempos em tempos ele irá te avisar se os preços subiram ou baixaram e consequentemente se você deve comprar a passagem imediatamente ou aguardar.
Escolhida a data, dependendo do mercado, ele te diz para aguardar.
Ou comprar. Sempre com a utilíssima opção de monitorar o preço - ele te avisa sobre altas e baixas.
O app dá os detalhes das variações no tempo para você ter uma ideia.
E dá dicas de como conseguir preços ainda melhores.
Os viajantes mais experientes devem estar pensando “Ah mas o site tal também dá estes dados via app e tem alertas de preços”.

Concordo em parte. Vejam que nenhum deles trabalha com todas as empresas ao mesmo tempo (o Hopper tem “só” 250 empresas – faltou apenas Delta, Easyjet, Ryanair, e Southwest Airlines!!!), nenhum deles abre a janela completa com as datas de modo a indicar qual a melhor época, e aliado a tudo isso dá a indicação de qual o melhor momento para você investir o seu rico dinheirinho em passagens.
E tem aeroporto em tudo quanto é canto cadastrado.
Ou seja, se você somar tudo o que o app oferece, ele é imbatível diante dos sites de busca de voo.

Ponto contra? Olha, se me perguntassem o que mais eu gostaria de ver no app é a opção múltiplos destinos, mas isto talvez seja um pedido impossível, já que as variáveis ficam mais complexas à medida que você atrela um voo a outro.

Para quem não sabe, a busca por múltiplos destinos é aquela onde, diferentemente da ida-e-volta, você busca viaja chegando por um lugar e saindo por outro. Por exemplo: São Paulo (GRU) à Madri e Lisboa à São Paulo (GRU), onde o trecho entre Madri e Lisboa você faz terrestre ou com alguma empresa local. Aqui em casa utilizamos muito este tipo de bilhete porque dependendo do preço e conveniência pode ser a melhor opção.

Ah, e não é o meu caso, mas o Hopper aceita apenas classe econômica, nada de executiva ou primeira classe!!!
Para ver os detalhes dos voos é só seguir a diante.

Escolhido um, ele abre todos os detalhes.

Tela de monitoramento dos preços.
Quem desejar pode inclusive utilizar o próprio app para fazer a compra do bilhete, o que eu não cheguei a testar, mas na dúvida você pode ir direto no site das empresas e já fechar a compra.

Fala se não é uma ferramenta e tanto para ter na palma da mão?

E vocês já testaram o Hopper ou algum outro app semelhante? Deixe seus comentários na caixa abaixo.


Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

2 comentários :

  1. Olá Diogo! Muito interessante seu artigo sobre o aplicativo HOPPER. Mas fiquei com a seguinte duvida: com base na indicação do menor preço para a classe economica em determinada data, posso considerar que as tarifas para a classe economica premium ou executiva tambem estariam mais baratas para esse mesmo voo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Denise.
      Acho que é possível considerar como uma tendência. Não trataria com a mesma segurança que para a econômica.
      Abraço.

      Excluir

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui