6 de novembro de 2014

Dicas da Suíça (IV) - St. Moritz: charmosa e ensolarada

St. Moritz no verão?
Muitos podem estar se perguntando qual é a graça de visitar uma estação de esqui tão famosa durante o verão.


Bem, embora tenhamos viajado no final do verão europeu, e portanto bem longe da alta estação para a cidade, leia-se neve, descobrimos que St. Moritz tem sim seus atrativos mesmo para quem viaja fora da temporada de esportes de inverno. Principalmente para aqueles que como eu não são lá muito chegados num inverno mais rigoroso.

A começar pelo fato de que tradicionalmente St. Moritz tende a ser o lugar mais ensolarado da Suíça. Notem que eu disse tende hein, não venham depois culpar o Cumbicão por pegar dias nublados ou até chuva por lá, ok? Segundo dados oficiais da meteorologia Suíça, a cidade tem um invejável índice de 322 dias por ano de sol.
Ensolarada,
Florida,
E paisagens incríveis.
Situada a 1.800m de altura, na região conhecida como Engadina, próxima da divisa com a Itália e Áustria, é uma daquelas cidades cuja temporada traz um considerável aumento na sua população, com pouco mais de 5 mil habitantes, a cidade fica simplesmente lotada durante a temporada de inverno.

Quem visitar a cidade na temporada de neve, e curtir esquiar, poderá desfrutar de nada menos que 350km de pistas e uma moderna infraestrutura para esportes de inverno, o que facilita em muito o acesso às pistas. Para conhecer mais a respeito das pistas e verificar o preço dos passes (sim, esquiar tem destas coisas), sugiro uma visita a este site.

A fama de St. Moritz como destino para esportes de neve data de bem antes de 1928, quando a cidade hospedou os Jogos Olímpicos de Inverno – repetiram a dose em 1948. Dizem que St. Moritz literalmente criou o turismo de inverno uns 150 anos atrás.

Reza a lenda que tudo começou em 1864 quando Johannes Badrutt fez uma aposta com um grupo de britânicos. Ele os levaria para St. Moritz com a promessa de que seria possível desfrutar as belezas da neve e ao mesmo tempo pegar um bronzeado. Se ele perdesse, a estadia sairia free! Preciso dizer que os ingleses voltaram para casa satisfeitos e muito corados em pleno inverno europeu?
O hotel fundado por ele, o Badrutt's Palace.
Se o hotel é chique? Olha só o carro que eles usam para fazer o translado dos hóspedes. Precisa falar mais?
St. Moritz foi o lugar em que mais sentimos o quanto caras são as coisas na Suíça. Uma diária num hotel razoável e fora da temporada de esqui não sai por menos que CHF 250/300 francos - multiplique pelo câmbio presente (+/- R$ 2,65). Fico imaginando o preço na alta temporada. Não é à toa que o lugar é conhecido por ser frequentado por "ricos e famosos".

Ao longo do ano, as médias de temperatura em St. Moritz são as seguintes:

Mês
Jan
Feb
Mar
Apr
May
Jun
Jul
Aug
Sep
Oct
Nov
Dec
Máxima
−2.2
−0.2
2.7
6.4
11.7
15.5
18.4
17.7
15.1
10.8
3.5
−1.5
Média diária
−9.4
−8.2
−3.9
0.8
5.5
8.9
11.2
10.5
7.6
3.2
−3.4
−8.2
Mínima
−18
−17.2
−11.9
−5.5
−1.1
1.5
3
2.8
−0.1
−4.2
−10.6
−16.1
Chuvas (mm)
30
25
31
44
81
87
89
99
72
59
54
31
Se no verão a temperatura durante a tarde era esta, imagina no inverno!
Mesmo no verão, a cidade oferece interessantes atividades ao ar livre, como caminhadas, golfe, passeios de cavalo, mountain-bike, e esportes aquáticos.

Ainda que existam muitas opções de atividades ao ar livre, é verdade que aqueles que chegam em St. Moritz esperando uma concorrida agenda de lugares para serem visitados podem ficar um pouco decepcionados. Digo isto porque além das montanhas, do lago e uma dúzia de atrações a cidade não possui nenhum landmark famoso ou coisa e tal.

Mas isto não é nenhum demérito, e está longe de fazer da cidade um destino dispensável. E para quem vai começar ou terminar um tour pela Suíça, é uma excelente oportunidade para descansar.

Isto porque uma das atividades mais interessantes está justamente em simplesmente caminhar pelas ruas da cidade e apreciar a beleza das paisagens montanhosas. Aproveite para curtir o clima de vilarejo alpino ou ainda aproveitar um dos SPAs da cidade – sim, St. Moritz tem várias fontes termais e opções de tratamentos.




Além do site oficial da cidade (em português!), outra importante fonte de informação é o posto de informações turísticas que fica na Via Maistra 12 e funciona de segundo a sexta das 9h00 às 18h30; sábados das 9h00 às 12h30 e 13h30 às 18h30; e domingos das 16h00 às 18h00.

E a partir da estação central é possível chegar-se a qualquer lugar da cidade a uma curta distância.

Aliás caminhar pela cidade já é em si uma atração. Nenhum lugar turístico fica a mais 10 minutos de caminhada, mas se você precisar, a cidade conta com um eficiente sistema de ônibus cujo uso para quem tem o Swiss Pass é gratuito.
Caso precise, o sistema de ônibus atende toda a cidade.

Tecnicamente, o centro da cidade é a rotatória acima.

Subindo por ali chega-se à Bibliothek St. Moritz. Situada num imponente prédio na Plazza da Scoula, tem uma coleção de mais de 7 mil livros. Ali também funciona uma escola elementar.
Um dos prédios mais belos da cidade, a Biblioteca.
Um pouco mais acima, na St. Moritz Dorf, diante do Kulm Hotel, vale espiar a Leaning Tower. O nome pode dar a entender que estamos em Pisa, mas não é não. Acontece que St. Moritz também tem uma torre inclinada. Bem diferente daquela famosa e talvez até mais inclinada, esta foi construída no século XII como parte da St. Mauritius Church uma igreja que foi demolida em 1890. Ela mede 33 m e está inclinada 5,5 graus.
Olhando assim quase não se nota a inclinação.
Mas quando se vê do ângulo certo...
Ali nos arredores do centro da cidade também fica a Chesa Futura. Sei que pode parecer estranho, mas a construção mais conhecida de St. Moritz não lembra em absolutamente nada aquele típico design dos chalés alpinos. Mas nem por isto esta construção, popularmente conhecida como Feijão, e desenhada por Norman Foster deixa de ser interessante.
É, parece mesmo um feijão.

Por mais que o edifício com 10 apartamentos tenha um desenho futurista e esbanje funcionalidade, ele foi construído com materiais naturais bastante típicos na região, refletindo a preocupação do projeto com a sustentabilidade e integração com o meio ambiente. Fica na Via Tinus 25, e por ser uma residência, evidentemente não está aberto ao público. Mas quem quiser espiar o seu interior pode dar uma conferida no site do projeto.

Na Via Serlas, a rua principal da cidade, vocês encontrarão a maior parte das lojas e restaurantes. Em se tratando de St. Moritz, preciso dizer que isto significa lojas chiques e restaurantes descolados?
Via Serlas.





St. Moritz é um daqueles lugares frequentados por gente rica e não raramente, famosa. Assim, neste cenário de exclusividade, nada mais adequado que lojas do nível Chanel, Gucci, Prada, Louis Vuitton e etc.

Se este luxo não for a sua praia, parta para uma das várias trilhas existentes nos arredores.

Fora da temporada de neve, a principal atividade na cidade é percorrer uma das várias trilhas que podem ser feitas tanto a pé quanto de bicicleta. Já imagino que alguns já estejam associando trilhas a insetos, terra, subidas impossíveis e outros obstáculos.
A pé
Ou de bike, tem trilha para todos os níveis e estilos.
Estudando um pouco a respeito a resposta é sim e não. Existem trilhas de vários níveis, separadas conforme a sua duração e principalmente grau de dificuldade, o que permite ao “aventureiro” escolher aquela se adapta aos seus interesses e principalmente ao seu preparo físico. Tem para todas as idades. Aqui a lista completa para quem curte caminhadas e neste link as trilhas de bicicleta.

Uma das mais belas é a trilha Corvatsch Murtèl - Fuorcla Surlej - Val Roseg.

Como o hotel em que ficamos, o Schweizerhof St. Moritz, oferecia um bilhete para livre acesso a todos os meios de transporte público na cidade, inclusive nos funiculares e teleféricos que dão acesso às montanhas, decidimos aproveitar para conhecer o Piz Nair/ Corviglia.
Topo do Piz Nair.
Os dois primeiros trechos são feitos em um funicular.
E o terceiro e último num teleférico.
O Piz Nair é a principal montanha de St Moritz com 3.057m e a subida até o cume, assim como em muitos outros passeios do tipo na Suíça, é feito em etapas. Três para ser mais exato; duas em funiculares até Corviglia e uma num belo teleférico até o topo Piz Nair. Aliás sugiro que você só sai mesmo da estação nas duas últimas, pois na primeira não há nada de grande interesse.

Logo atrás da Bibliothek St. Moritz, em meio a alguns pequenos prédios residenciais na via Chantarella, está a estação St. Moritz–Corviglia.

Para um primeiro passeio alpino na Suíça, fiquei impressionado com a vista que se vê de lá. Fantástica.
Na montanha, vacas pastando,
Marmotas,
Uma vista fantástica dos lagos
E montanhas que circundam a cidade.
Sugiro apenas sempre consultar as condições do tempo antes de subir pois ela pode ser bem diferente daquela que se tem na cidade e ela muda de uma hora para a outra. Em muitos hotéis há inclusive canais de TV que mostram ao vivo as condições de tempo nas montanhas. Assim não tem erro.

Para quem não estiver com um passe, os valores do tíquete variam conforme o ponto de partida e se você pretende ir até o cume (Piz Nair) ou não. E eles ainda vendem a subida separada da descida, pois muita gente sobe no funicular+teleférico e desce de bicicleta ou caminhando. Só para dar uma ideia, a subida de St. Moritz até o Piz Nair sai por CHF 73,80 e a descida CHF 36,90 – confira aqui o preço de cada uma das opções. Ah, um detalhe a mais, o preço varia entre verão e inverno.

O horário, que também varia conforme a estação do ano, vocês conferem aqui.
A infraestrutura é boa, existem três restaurantes e um café/bar (o da foto).


Nos arredores de St. Moritz, na região de Salastrains, quem curte as estórias de Heidi, - os belos contos para crianças da autora local Johanna Spyri, pode visitar ali a cabana originalmente montada para servir de locação para o filme sobre a personagem.

Quem estiver disposto a um passeio de trem até o norte da Itália, pode pegar o Bernina Express. Rivalizando com o Glacier Express o posto de passeio de trem mais belo da Suíça, vai de St Moritz até Tirano no norte da Itália em 2h30 numa das belas e íngremes estradas de trem existentes.

Onde ficar em St. Moritz? Nós nos hospedamos no Hotel Schweizerhof, um hotel top de verdade cujo review completo vocês conferem aqui.

A forma mais fácil de chegar à St. Moritz, seja em que época do ano o for é de trem. A mais popular delas é pelo imperdível Glacier Express, mas isto é assunto para o nosso próximo post.

Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Booking.com

5 comentários :

  1. Olá! Adorei encontrar informações de St Moritz! Estarei lé em fevereiro e não sabia por onde começar! Obrigada pela boas informações!
    Ana Grassi

    ResponderExcluir
  2. Seu blog está muito bom, foi dificil encontrar algo de St Moritz no verão, estarei indi com familia para Milão e pensei ir de carro Milão-Como-St Moritz-Locarmo-Lugado-Milão em 5 dias, dai comecei a estudar, tenho umas duvidas , voce poderia me ajudar ?

    1) o carro vai me atrapalhar em St Moritz ? O estacionamento é abusivo ?
    2) sabe quanto seria subida/descida para Piz naiz ? (Familia 2 Adl, 2 Chd) ?
    3) as diarias são bem salgadas, dai no caminho para locarmo sugiriria alguma cidade par pernoitR ?
    4) pensei em 1 dia, andar pelo centro e subir a montanha, daria para colocar uma caminhada ? Qual ?

    Um grande abraco
    Aguardando ancioso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi André.
      Obrigado.
      Olha, fiz a Suíça de trem, mas pelo que pude notar o carro pode ser um estorvo eis que o estacionamento é caríssimo. Mas entendo que no seu caso, como está vindo de outro lugar de carro, entendo que não tem como. Agora é o seguinte, o sistema de trens na Itália mesmo sem ser tão com quanto da Suíça, é muito bom e dá conexão com a Suíça com facilidade. Não seria o caso de ir de trem?
      O preço atualizado da subida você encontra no link acima do PizNair citado.
      Não tenho como te recomendar cidades nos arredores porque fizemos tudo direto de trem direto para St. Moritz.
      Como meu filho tinha meses e o clima estava um pouco frio (mesmo no verão), não tinha a menor condição de fazer qualquer caminhada com ele tão pequeno.
      Enfim, espero ter esclarecido um pouco as coisas.
      Boa Viagem!!!

      Excluir
  3. como faço para ir de Innsbruck a St Moritz ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente você encontre um caminho de trem pelo site da SBB com conexão em alguma grande cidade suíça.
      Abraço.

      Excluir

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui