1 de fevereiro de 2017

Onde Ficar em Kuala Lumpur? Traders Hotel, um 5 estrelas maravilhoso

Traders Hotel, um hotel top em Kuala Lumpur.
Como eu já comentei em um outro post, nesta última viagem pela Ásia que passou por Hong-Kong, Bali, Kuala Lumpur e Abu Dhabi, uma grata surpresa foram os hotéis nos quais nos hospedamos. Cada um ao seu estilo, tivemos excelentes estadias.

Porém, confesso que de todos o que mais chamou a atenção fora o hotel escolhido para a estadia em Kuala Lumpur, o Traders Hotel, um excelente 5 estrelas da rede global Shangri-La com um serviço impecável.

Talvez a maioria de vocês já deve ter notado nos reviews que o primeiro ponto que sempre destaco em um hotel é a sua localização. Não que este seja sempre o primeiro critério de escolha de um hotel que levo em consideração, mas é certamente um dos primeiros.

Convenhamos, salvo alguns poucos lugares onde o isolamento é algo pretendido pelo turista, de que adianta ficar muito distante das atrações turísticas? De outro lado, ficar muito perto das atrações pode significar ficar no meio de uma muvuca nem sempre bem vinda na hora de descansar.

Situado em uma área bastante agradável e moderna, talvez até mesmo a mais bela de Kuala Lumpur, o Traders alia neste ponto a tranquilidade dos arredores onde se destaca um belo parque, com uma excelente gama de lojas e serviços nos arredores. Tudo isso sem estar longe das principais atrações da cidade. Perfeito.

O hotel está situado na região conhecida como KLCC (Kuala Lumpur Convention Centre) e fica em frente ao KLCC Park, uma das melhores e mais bonitas áreas verdes da cidade. Ali ao lado vocês ainda encontram o Suria KLCC, o mais interessante shopping de Kuala Lumpur. Mas e as atrações, ficam longe? A maioria delas está no centro da cidade, nada que uma viagem de 10 minutos de metrô não resolva.
KLCC Park diante do hotel, ótimo para quem tem crianças ou gosta de caminhar.
Fora que as Petronas Towers, símbolo maior da Malásia estão literalmente na sua cara! Aliás isto foi algo que eu simplesmente adorei: poder abrir a janela do quarto e ver as torres ali pertinho.
Petronas da janela do nosso quarto.
Abaixo das torres o Shopping Suria, e entre o hotel e as torres, o parque.
Aliás um dos dias quando dormíamos, acordei com um estrondo enorme, como se uma bomba tivesse caído ali perto. Para a nossa surpresa e deleite, ao abrir a janela vimos um show de fogos pelo Dia da Independência com os fogos estourando quase que na nossa altura. Tão incrível que só lembrei de filmar quando estava acabando. Confira ai:

Além disso, importante ressaltar que há transfer gratuito do hotel ao shopping em carrinhos de golfe.

Vai por mim, compensa muito se hospedar a uma curta distância do centro, principalmente pela qualidade do hotel.

O atendimento do hotel faz jus à quantidade de estrelas. Impecável, mesmo para um hotel grande com 571 quartos.

A primeira surpresa veio no check-in. Chegamos ao hotel tarde da noite (e exaustos para variar!) e fui rapidamente ao desk localizado no térreo.

Ao consultar a reserva, o atendente disse que eu deveria fazer a reserva no Lounge Traders Club. Na hora, pelo cansaço, nem perguntei o motivo dele não ter feito o check-in e fui direto para o 32º andar.
Direto para o lounge.
Chegando lá o check-in foi feito rapidamente e me explicaram que a recepção do 32º andar era exclusiva para suítes. Foi só aí que notei que teríamos um quarto qualquer, mas sim uma suíte especial. Sabe aquela hora que você tem vontade de pular de alegria e se contém para não passar vergonha?

Não só no rápido check-in, mas também em todas as outras oportunidades em que precisamos de algo do hotel, o atendimento mostrou-se primoroso. O bercinho do Cumbiquinho já estava instalado quando chegamos; o quarto sempre muito limpoe e bem arrumado; solicitamos informações e transporte para o aeroporto e Batu-Caves ao front desk e sempre fomos rapidamente e muito bem atendidos.
E boas vindas no quarto com doces e frutas.
Nota 10 neste quesito.

Ao abrir a porta do quarto tivemos a certeza que havíamos escolhido o hotel certo.

Com um tamanho excelente até mesmo para dois adultos e uma criança, a suíte era composta por uma antessala com um sofá, mesa de centro e uma ampla escrivaninha com TV; um quarto bastante amplo com cama queen-size, outra TV e poltrona; e um banheiro bastante grande.
Sala.
E quarto.
Traders Hotel.
O quarto tem uma decoração bem clássica e funcional com lugar suficiente para guardar as malas sem atrapalhar a circulação.

O banheiro é grande e lindo. Com box e banheira separados, não dá para não reparar na pia translúcida que dá um charme ao ambiente.
O banheiro é simplesmente lindo.
De um lado a banheira
De outro o box e sanitário.
Kit de amenidades completíssimo.
E L'Occitane.
No quesito limpeza, tanto o quarto quanto o banheiro também foram destaques. Perfeito.

O quarto Traders Club Twin Towers View (este é o nome completo do quarto) conta com TV (duas uma no quarto e outra na sala com muitos canais internacionais e infantis); cofre; ar-condicionado; ferro de passar roupa; mesa de trabalho; secadora de roupas; secador de cabelo; roupão; chinelos; frigobar; e chaleira elétrica. Internet wi-fi de alta qualidade tanto no quarto quanto nas áreas comuns.
De roupão e chinelos a acessórios para sapatos.
Cofre e ferro de passar.
Frigobar e apetrechos para café e chá.
No quesito infraestrutura, o hotel é mais que excelente.

O hotel conta com fitness center completo e um spa com tratamentos variados e sauna a vapor.
Spa. Créditos: Traders Hotel.
Os hóspedes têm dois restaurantes o Gobo Chit Chat, que serve pratos das cozinhas ocidental e asiática; e o Gobo Upstairs Lounge & Grill, onde como o nome diz, o foco são carnes grelhadas.

Mas em termos de infraestrutura, nada supera a piscina coberta situada no último andar (33º). E que piscina. São 26m de comprimento com uma vista fantástica das torres e de todo o Parque KLCC. Definitivamente um dos pontos altos do hotel.
Dá para passar horas ai nadando.
Ou simplesmente sentado nos sofás apreciando a vista.
À noite, a partir das 19hs, a piscina é fechada para que o complexo transforme-se em um bar. E não é um bar qualquer, mas sim um dos mais famosos da cidade, o Sky Bar.
À noite ela fica assim para o Sky Bar. Créditos: Traders Hotel.
Outro destaque do Traders foi também o café da manhã. Servido em um grande salão adjacente ao Lounge Traders Club e de frente para as Petronas Towers, era uma ótima forma de iniciar o dia.
Traders Lounge.
Não sei se foi a variedade ou a qualidade dos itens, ou ainda a fantástica vista, mas este foi um dos melhores cafés da manhã que tivemos nos últimos tempos. Chamou a atenção que o cardápio do café da manhã não repetia de um dia para o outro. Claro que os itens básicos sim, mas aqueles pratos mais diferentes eram substituídos por outros da mesma qualidade conforme o dia.
Começamos pelas opções mais light.
Passamos para itens asiáticos e árabes. 
Fomos para o delicioso omelete feito na hora.

E ufa! Terminamos nos doces.
Importante salientar que o Lounge Traders Club, é exclusivo aos hóspedes das suítes, portanto ao realizar a sua reserva, confira se o quarto escolhido dá direito a tal benefício. Achei que foi uma vantagem e tanto. Caso você se hospede em alguma outra categoria de quarto, o café da manhã é realizado no buffet situado mais abaixo.

Quem estiver apto a utilizar o Lounge Traders Club pode ainda aproveitar o coquetel e chá da tarde que acontece ali todos os dias no meio e no final da tarde. Não conseguimos chegar nenhum dia a tempo do chá da tarde (das 14h30 às 17h30), pois estávamos zanzando pela cidade, mas batíamos o ponto no excelente coquetel que contava com excelentes cervejas (tanto locais quanto importadas), vinhos diversos e uma ótima variedade de petiscos doces e salgados. Anote ai: vai das 17h00 às 19h00.
Cerveja com comida japonesa no coquetel.
Expresso com doces.
Ou vinho com doces. Adorei!
Só fique atento ao fato de que o Lounge Traders Club tem um código de vestuário para o coquetel. Nada de mais: eles só não permitem shorts, roupas esportivas, chinelos e sandálias de praia; ou seja, nada que um jeans e camiseta não resolva.

Pelos qualidade geral do hotel, o preço da diária que custa a partir de R$ 498,00 (base para março e com crianças menores de 16 anos se hospedando gratuitamente com os pais) é bem razoável, principalmente se considerarmos o câmbio atual e outros hotéis da região que oferecem serviços semelhantes por um custo maior. Não deixe de conferir os valores exatos para a data da sua viagem aqui!

E vocês? Em que hotel de Kuala Lumpur ficaram? Têm alguma sugestão de estadia lá?

E ai? Gostou? Se quiser reservar este e outros hotéis, dê um clique no banner do Booking.com e faça sua reserva, assim você ajuda na manutenção deste blog e não paga nada a mais por isso!

* O Cumbicão hospedou-se mediante uma parceria estabelecida com o hotel para coletar material para este post. Todas as opiniões e relatos aqui descritos refletem fielmente a experiência durante a estadia, atendendo à política do blog.


Quer receber mais dicas de viagem e saber quando saem os próximos posts?
Curta nossa página no Facebook, aqui.
Siga-nos no Twitter @cumbicao.
E no Instagram – Cumbicão.

Booking.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sugestão ou dúvida aqui